Visualizações de página do mês passado

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Fátima Oliveira: 120 mil analfabetos em SUS


por Fátima Oliveira, comentário enviado por e-mail

@oliveirafatima_

“Elizângela, em boa hora o seu excelente artigo.
Destaco dele o seguinte trecho:
‘De acordo com a agência de notícias IDGNow, especializada em tecnologia, houve 120 mil compartilhamentos da foto do ex-presidente com a mensagem ‘Lula, faça o tratamento pelo SUS’, no Facebook, desde sábado à tarde até esta segunda. Ainda não há números sobre a repercussão no Twitter’.
O lamentável: são 120 brasilr@s ignorantes em SUS! Porque se fossem, minimamente, letrados em SUS parabenizariam Lula por usar o seu plano de saúde e não sobrecarregar o SUS desnecessariamente.
Ao optar por se tratar via plano de saúde, Lula demonstrou, exemplarmente, sabedoria e consciência cívica, por 2 motivos:
1. O SUS vem lutando para que os planos de saúde paguem os procedimentos feitos pelo SUS em suas clientelas – medida de justiça social – mas ainda é uma batalha receber tal dívida dos planos para com o SUS (os planos acham que não devem – como não? Se as pessoas pagaram e não usaram!)
2. Lula atendido pelo SUS ocuparia, de imediato, uma vaga de quem precisa mais que ele – por não ter dinheiro para pagar e nem plano de saúde a recorrer…
Era isso que essa gente queria que Lula fizesse?
Aí nem ‘Sangue de Jesus tem poder’… Ofereço-lhes RECADIM de Guimarães Rosa: ‘O medo é a extrema ignorância em momento muito agudo’. ”


2 de novembro de 2011 às 10:50

PS do Viomundo: A médica e escritora Fátima Oliveira tentou postar o comentário acima no artigo de Elizângela Araújo: O câncer de Lula e o preconceito. Como não conseguiu (“coisas” do IntenseDebate) e estava indo para um plantão, pediu para que eu postasse por ela. Em função dos pingos nos is colocados por Fátima, optei por transformar o comentário neste post. Conceição Lemes




Leia também:
1. Elizângela Araújo: O câncer de Lula e o preconceito
2. Otávia Míriam Lima Santiago Reis: "O Ressarcimento ao SUS pelas operadoras de planos de saúde: uma abordagem acerca do fundamento jurídico da cobrança".
FONTE: VIOMUNDO

P.S.: de "Tá Lubrinando - escritos da Chapada do Arapari": o total de comentários ao texto no Vi o Mundo era 99, às 23:00 de hoje ! E com grande repercussão no twitter.

12 comentários:

  1. Fátima, foi no centro da historia e desmontou a estoria ridícula. Quem tem plano de saúde paga para ter atendimento médico, então tem de usar o que paga. Não tem de procurar o SUS não, pois se assim o fizer está fazendo papel de bobo, pagando pra quê?

    ResponderExcluir
  2. João Alberto Souto3 de novembro de 2011 00:53

    Estou deveras impressionado com a falta de educação dessas pessoas que tratam Lula com tanto preconceito

    ResponderExcluir
  3. Márcia Campos Ferreira3 de novembro de 2011 07:54

    Fát, sem dúvida que essa turma de gente desocupada agiu de modo preconceituoso contra Lula

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Fátima por deixar tudo em pratos limpos. Eu também gostaria de saber por onde anda Dona Lô. Queria ouvir uma palavrinha dela sobre a doença de Lula

    ResponderExcluir
  5. O Lula deveria ir para o SUS?
    Paulo Henrique Amorim: “Por que derrubaram a CPMF?”
    Por Paulo Henrique Amorim, do ConversaAfiada.

    Há a colonista (*) que nos informa que D. Marisa anda nos corredores do hospital de chinelinho.
    Formidável !
    Seria impossível viver sem essa falsa informação, neste dia de Finados.
    Mas, a colonista precisa demonstrar que sabe das coisas – quanto mais irrelevantes melhor.
    Quanto mais pejorativas, melhor ainda.
    Chinelinho de sisal ou uma havaiana cor de abóbora ?
    E se a D Marisa usasse uma sandália rasteira da Dolce Gabana nos corredores do Sírio ?
    O que diria a notável colonista ?
    Está vendo, é uma Dolce Gabana mensaleira !
    Há o colonista que, para mostrar suposta indignação, reproduz, um a um, os comentários raivosos contra Lula.
    O colonista tem vergonha !
    De que ?
    Neste Dia de Finados, reapareceu um colonista que usa múltiplos chapeús.
    Tinha-se a impressão de que ele estava de férias há uns seis meses, mas não: voltou.
    Ele também tem vergonha do Lula.
    Porque o Lula não foi para um hospital do SUS.
    O SUS, como se sabe, tem recebido um volume cada vez maior de recursos do Governo Federal.
    Nunca Dantes investiu no SUS e em equipamentos para diagnosticar e tratar do câncer como agora, nestes últimos oito anos e meio.
    O SUS ainda não é o serviço médico exemplar que o colonista de muitos chapéus encontra (rsrsrsrs) nos hospitais públicos dos Estados Unidos.
    Como se sabe, o notável colonista de muitos chapéus, como na piada do argentino, é italiano, vive (a contragosto) no Brasil e pensa que é americano.
    O presidente Lula foi para o Sírio, porque o Sírio é melhor do que os serviços do SUS.
    E assim é em Nova York, por exemplo.
    Se o amigo navegante for negro, desempregado, morar no Harlem e quebrar a perna, é melhor vir se tratar no SUS.
    Porque, em Nova York, vai passar o resto da vida torto.
    O Nunca Dantes comprou um plano de saúde.
    E por isso pode ir para o Sírio.
    (A mais grave doença hospitalar que se contrai no Sírio é a irresponsabilidade e a falta de ética de funcionários e médicos que passam informação para o PiG (**) como forma de cortejá-lo.)
    Foram para o Sírio o Mario Covas, a Roseana Sarney, o Maluf, o Sarney e o José Alencar.
    (...) Um dia, o Estadão informou que o Padim foi fazer um cateterismo no Sirío, mas a informação sumiu do site do Estadão com a rapidez com que o Cerra foge do Ricardo Sergio (hoje).
    O Nunca Dantes foi se tratar no Sírio com o oncologista e o cirurgião que passam a metade do dia no Instituto do Câncer, que atende o SUS e que recebe, cada vez mais, recursos do Governo Federal e do Estado de São Paulo.
    O Dr Paulo Hoff, oncologista da Dilma e do Lula, poderia ter ficado num dos melhores hospitais do mundo, em Houston, no Texas, mas preferiu voltar para o Brasil – e também trabalhar para o SUS.
    No Hospital do Câncer, ele é responsável por um dos mais sérios trabalhos em pesquisa e formação de quadros para diagnosticar e curar o câncer.
    (Ao contrário do de muitos chapéus, o Dr Hoff não ficou nos Estados Unidos porque não quis.)
    Por que o SUS não é ainda a maravilha dos hospitais públicos (existem ?) de Nova York ?
    Porque a elite brasileira – a que os colonistas se filiam, num papel subalterno – acabou com a CPMF.
    (...)
    Na gloriosa campanha para tirar dinheiro do SUS, o Farol de Alexandria liderou senadores hoje derrotados – Arthur Virgilio Cardoso e Tasso tenho jatinho porque posso !, por exemplo – para destruir a CPMF que, a pedido de Adib Jatene, ele mesmo instituiu.

    O que fez o Padim – para salvar a CPMF ?
    Nadinha.
    Recolheu-se atrás da frondosa arvore do PiG (**).
    O preconceito contra o Lula e a possibilidade de se concretizar o “2014 já era”, como disse o Aloysio 300 mil, se manifestam de diversas maneiras.
    Destruir o SUS é uma delas.
    Não querer que o Maluf se trate no Sirio é outra.
    Destruir o ENEM, a banda larga dos pobres para a universidade, é outra.
    A do momento.
    E assim vai o PiG (**), incansavelmente.
    De chinelinho pelos corredores.

    Paulo Henrique Amorim
    FONTE: http://bit.ly/uPU9tQ

    ResponderExcluir
  6. Fátima você disse tudo em um texto tão curto. Perfeita

    ResponderExcluir
  7. Uma grande ideia. E bonita

    ResponderExcluir
  8. Clara Arruda Leite3 de novembro de 2011 17:02

    Dra. Fátima, fiquei emocionada com os "recadim"; Lula merece esse afago

    ResponderExcluir
  9. Ideia de gênia. Parabéns

    ResponderExcluir
  10. Que Deus ilumine sempre a tua mente para produzir coisas tão doces e belas

    ResponderExcluir
  11. Luciano M. Cardoso5 de novembro de 2011 23:53

    Dra. Vc foi brilhante

    ResponderExcluir