Visualizações de página do mês passado

terça-feira, 6 de março de 2012

Cuidando dos encantadores ‘peu-peus’ da Clarinha...


Revolucionei meu jardim com comedouros e casinhas
Fátima Oliveira Médica – fatimaoliveira@ig.com.br @oliveirafatima_


Acordo com o canto de passarinhos e, após o almoço, é doce cochilar ao som de suas melodias. Ensinei ao neto Lucas e às netas Luana e Maria Clara o encantamento de passarinhos livres, leves e soltos em nosso jardim-quintal.

 Em "A Magia de ‘Passarinhar’ com Clarinha na Cidade Jardim", disse que sou passarinheira desde criança. O encanto com passarinhos é minha herança para a netaiada. Não vejo a hora de o Inácio, da minha filha Débora, estrear na vida para ensiná-lo a ouvir "peu-peus" ("piu-pius") e ter com ele o aconchego de registrar também que, "após o almoço, ouvimos uma sinfonia e Clarinha, que já apurou o ouvido, detecta imediatamente que é ‘passarim’... Pede silêncio: põe o dedinho na boca e murmura: ‘xiiiiiiiiii’... E dorme embalada pelo chilrear dos nossos passarinhos...".


[Pássaros e Flores (Hora do banho!)]
MARÇO 2011 319aMARÇO 2011 053a [Pássaros e Flores (No Chafariz)]

Atrair pássaros é uma
arte a aprender.
Podemos estabelecer convívio
com pássaros
até mesmo via
uma floreira na janela!
É um prazer manhoso.


(Casinha de passarinho da casa da escritora Maria Benedicta Lima Della Torre)
O DONO DA CASA(Blog da Lourdes Figueiredo) Após quase um mês passarinhando com Clarinha, em setembro passado, quando ela foi embora, decidi ser mais acolhedora com seus "passarins", como uma parte dela que ficou comigo. Revolucionei meu jardim-quintal com comedouros e casinhas-ninho - não há bebedouros nem banhadouros (ai, como é lindo um pássaro fazendo estripulias na água!) por causa da dengue. Apesar da recomendação de lavá-los com esponja ou bucha e trocar a água semanalmente, melhor não arriscar! Estou astuciando um chafariz, pois água corrente não é arriscada... E sorrio sonhando: ai, ai, Clarinha vai endoidar aqui! E, se aparecer o bem-te-vi gago da Cecília Meireles: "Bem-bem-bem... te-te-te... vi-vi-vi?" ("Histórias de Bem-Te-Vi") .


  E digo os versos de Cecília Meireles, que tanto alumbravam a minha filha Lívia (mãe da Clarinha), quando criança, quem, certa noite, quando pedimos que lesse para nós uma poesia do seu livro "Ou Isto ou Aquilo", que ganhou da sua professora Márlia, no 2º ano do Pandiá Calógeras, disse: "Ai, não fala em Cecília Meireles, não, que nem durmo!". Mas emendou: "Quem me compra um jardim/ com flores?/ borboletas de muitas/ cores,/ lavadeiras e passarinhos,/ ovos verdes e azuis/ nos ninhos?"... ("Leilão de Jardim", Cecília Meireles).
 Atrair pássaros é uma arte a aprender. Um jardim, e/ou quintal, com árvores, arbustos, flores, comida e bebida é o bastante. Podemos estabelecer convívio com pássaros até mesmo via uma floreira na janela! É um prazer manhoso, mas basta saber alimentá-los - sementes, frutas, verduras, legumes frescos e limpeza cuidadosa e diária dos comedouros para evitar doenças, e, sobretudo, fungos. Os bebedouros de beija-flor merecem atenção especial: açúcar na água fermenta muito com o sol, podendo causar doenças; use néctar de beija-flor.

 Ser cuidadora de pássaros sobreviventes da selva de pedras tem sido um lazer prazeroso que me faz sonhar: "Pássaro da lua,/ que queres cantar,/ nessa terra tua,/ sem flor e sem mar?/ Nem osso de ouvido/ Pela terra tua./ Teu canto é perdido,/ pássaro da lua.../ Pássaro da lua,/ por que estás aqui?/ Nem a canção tua/ precisa de ti!" ("Pequena Canção", Cecília Meireles).

( Pássaros da Liberdade, de Marcelo Prates)
13_passaros_mineiros_sao Dizem que temos em Beagá 347 espécies de aves e que, em determinadas épocas do ano, aparece uma diversidade incomum, a bordo de correntes migratórias: algumas "atraídas pelo clima ou apenas para descansar de uma viagem longa".
Não mais invejo as inspirações passarinheiras de Cecília em seu "Ciclo do Sabiá", nos "Diálogos do Jardim": "Debaixo de tanto calor,/ o pássaro arranjou um ramo verde e fresco,/ e pôs-se a falar./ O pássaro perguntava-me: Lembras-te das grandes árvores,/ com lágrimas douradas de resina?". Tenho os "passarins" da Clarinha em meu jardim-quintal...

 DUKE
Publicado no Jornal OTEMPO em 06.03.2012
[Vila do Artesão e tem o passo a passo AQUI.] 
[casinhas_emb_sorvete2.jpg]  (Casinha de passarinho com potes de sorvete: Artes Leca, como fazer: passo a passo)

14 comentários:

  1. Ai mãe.. vc sabe que gravida fica sensivel.. eu então, sou uma manteiga derretida..
    Me emocionei muito..
    Alguma dúvdia que Inácio vai amar essa vó coruja?
    Amo-te tanto, tanto, tanto..
    Que a senhora seja exemplo pra ele assim como pra mim, Lívia e Clarinha..

    Orgulho sem fim!

    Amor,
    Binha.

    ResponderExcluir
  2. Pura emoção! Ai que inveja dessa Clarinha. Por Deus

    ResponderExcluir
  3. Geeeeeeeeeente, que show de prosa-poema para Clarinha, hein? Menininha poderosa!

    ResponderExcluir
  4. Lívia Oliveira, São Luís-MA6 de março de 2012 11:13

    Ai mãe! Que lindooooooo!!! Clarinha vai amar tudo isso. É perigoso nem querer mais voltar para casa com a mãe dela...rs! Bjos vovó linda!

    ResponderExcluir
  5. Cara Dra. Fátima Oliveira, a sua sensibilidade nos enternece. Inveja de seu neto e das netas, Luana e Clarinha. Que o Inácio consiga aproveitar bem da avó.

    ResponderExcluir
  6. Elias Moreira Brandão6 de março de 2012 15:33

    Um testemunho de vida da maior beleza. Gostar de pássaros é uam dádiva

    ResponderExcluir
  7. Uma crônica cheia de mimos e encantos

    ResponderExcluir
  8. Fátima, adorei. Só doçuras de avó

    ResponderExcluir
  9. Minha senhora, Dra. Fátima, até eu que já estou de casca dura, fiquei sensibilizada.
    Nos últimos dias, calor de amargar, quis trocar o ar condicionado de um quarto para o meu. Para meu espanto, sobre o aparelho do meu quarto, um ninho com dois ovos. Repus devagarinho e vou esperar que os peu-peus nasçam para fazer a troca.
    De avó para avó, um grande abraço.
    Para Clarinha e para os outros, um beijo especiaL
    LEILA JALUL

    ResponderExcluir
  10. Maria das Graças Dourado6 de março de 2012 18:54

    Prezada Fátima Oliveira, fiquei muito tocada. Texto muito bonito

    ResponderExcluir
  11. Fátima, eu quero passarinhar com você e Clarinha.
    Um dengo de texto.
    Um cheiro.

    ResponderExcluir
  12. Fatima estouaprendendo muito com Clarinha, juro!

    ResponderExcluir
  13. Yone Maria Gonzaga17 de março de 2012 10:24

    Ei,Fátima,acabei de ler/mostrar seu texto para o meu filho Tomás e ele exclamou: Que linnnnnnnnnndo, que coisa mais fofa,também adoro passarinhos! Tenho a certeza de que as netas e neto estão orgulhosos desta avó coruja. (o Inácio também ficará)
    Um abraço carinhoso!
    Yone Gonzaga

    ResponderExcluir
  14. Uma crônica de beleza rara. Amei os passarinhos da Clarinha

    ResponderExcluir